Qual é o ROI que se deve esperar de um projeto web-to-store no Google My Business? - Localoo

Você deseja melhorar a sua conversão web-to-store, mas nem sempre tem os recursos internos? Você precisará conhecer todos os KPIs a serem seguidos para convencer a direção a priorizar esse projeto e liberar o orçamento. 

Depois de apresentar os desafios do posicionamento local, você entendeu a importância de listar seus pontos de venda no maior número possível de plataformas, como Google, Facebook ou Waze, para melhorar o tráfego web-to-store. Agora, resta a você definir métricas claras para medir o ROI. Isso é fácil, pois nesse tipo de projeto de “visibilidade local”, os KPIs são tangíveis, já que estão diretamente ligados à atividade da loja.

As fichas do Google representam o maior impacto. Veja os 5 KPIs nessa plataforma e os resultados que você pode esperar.

#1 – Buscas diretas

O número de vezes que as suas fichas do Google (imagem acima) aparecem quando um usuário pesquisa diretamente o nome do seu ponto de venda, por exemplo “agência Crédit Lyonnais Orléans” ou “Darty Marselha”. Isso só acontece se a sua loja tiver uma imagem de marca forte. Segundo o Instituto Moz, esse tipo de busca representa apenas 20% das buscas dos usuários.

“Entre os 20.000 estabelecimentos de varejo que otimizaram o seu posicionamento local em dezenas de plataformas (mecanismos de busca, redes sociais, sistemas de GPS e diretórios online), esses são os resultados obtidos entre 2017 e 2018.”

#2 – Buscas indiretas

O número de vezes que as suas fichas do Google aparecem quando um usuário pesquisa por categoria. Por exemplo, “loja de roupas Paris” ou “loja de eletrodomésticos Bordeaux”. Essa tendência está em forte crescimento, e o Instituto Moz afirma que corresponde hoje a 80% das buscas dos usuários. Eles esperam obter as melhores recomendações do Google em função das palavras-chave digitadas, da distância do ponto de venda e da sua nota.

“A marca Aigle apresentou um aumento de suas buscas indiretas: +89% em 2019desde a implementação de sua estratégia web-to-store em 2015. É um crescimento extremamente forte, sabendo que a Aigle contabiliza todo ano mais de uma dezena de milhões de exibições de suas fichas no Google. ”

#3 – Cliques para o seu site

Este é um KPI muito importante se você tiver uma plataforma de comércio eletrônico. Atualmente, 85,5% dos usuários franceses compram pela Internet, ou seja, cerca de 28 compras online por ano. Portanto, se você quiser saber quais são as vendas adicionais atribuídas ao afluxo de novos visitantes, basta aplicar a sua taxa de conversão “visitantes no seu site/compras”.

“A rede de comerciantes independentes do BigMat aumentou as visitas para o seu site em 90% em 1 ano.”

#4 – Buscas de rotas

Todos concordam que, quando uma pessoa faz uma busca de rota, isso é um forte indicador de conversão web-to-store. A não ser que tenha sido tomado por uma enorme preguiça, o usuário não tem motivo para não ir até você.

Vejamos o exemplo das franquias Guinot Mary Cohr. Elas multiplicaram por 6 o número de buscas por rotas para seus institutos de beleza.”

#5 – Número de ligações

Este KPI representa uma importante oportunidade tanto no nível comercial quanto no nível de relacionamento com o cliente. Essas ligações geralmente têm a ver com disponibilidade de produto, marcação de hora ou reclamação. Seja qual for o cenário, você é quem deve definir se o seu número deve ser direcionado à loja ou ao atendimento ao cliente.

“O grupo Fournier (SoCoo’C, Mobalpa, Perene) encaminha todas as ligações das fichas do Google My Business para suas lojas. O grupo teve uma alta de 30% nesse indicador. É um número muito importante, por ser, em sua maioria, baseado na marcação de horários.”

Pois bem, agora você sabe de tudo. Você possui todos os indicadores e o ROI para convencer a sua direção a aumentar o tráfego web-to-store dos seus pontos de venda. Agora, é a sua vez de agir!

“Apareça! ” com o Localoo

Sobre o Localoo: 

O Localoo aumenta a visibilidade em toda parte, o tempo todo, gerando até 7x mais contatos do que o seu site na Internet, aumentando seu tráfego web-to-store e melhorando a interação com os seus clientes por meio das avaliações.

Trabalhamos com 80.000 pontos de venda na Europa, como Carrefour, Starbucks, Toyota, Crédit Agricole etc.

Próximos artigos